Realize > Mão na massa

Três dicas para empreender vendendo bolos caseiros

bolo caseiro

Por que você precisa ler este texto?

Sabe aquele bolo de fubá que tem cheirinho de casa de vó e gosto de café da tarde na fazenda? Prepará-lo e vendê-lo pode ser uma boa para quem deseja ganhar dinheiro extra ou começar a empreender.

Todo mundo gosta de um bolo caseiro fresquinho, com aroma de casa de vó, não é mesmo? Investir na fabricação e venda desses alimentos pode ser um negócio rentável, já que é possível trabalhar de casa com um investimento inicial baixo.

Hoje, quem vive na cidade tem pouco tempo para preparar doces e salgados em casa. Por isso, as pessoas acabam recorrendo àquelas opções de saquinho vendidas no mercado que não chegam aos pés de um bolo de fubá ou de laranja saindo do forno quentinho. Quando encontram uma loja que venda bolo caseiro, compram mesmo. O quitute pode ser consumido no café da manhã, de lanche da tarde ou na confraternização da empresa.

Se você quer trabalhar com bolos caseiros, comece devagar, ganhando experiência e dinheiro para investir e crescer. Prepare encomendas para vender no seu bairro ou para pequenos eventos, como aniversários de conhecidos.

Divulgue seu produto nas redes sociais, como WhatsApp e Facebook, e faça boas promoções para atrair clientes. Muitos ficarão sabendo dos seus serviços através do boca a boca, que pode ser muito eficiente. Prepare encomendas em casa e certifique-se de vender os bolos por um preço competitivo, que cubra os gastos.

Dicas para vender bolo caseiro

1 – Investimento

Ainda que você trabalhe de casa, será preciso investir em materiais e ingredientes para vender bolos caseiros. Sua cozinha deve ter um tamanho razoável, com espaço suficiente para o preparo e armazenamento dos produtos.

bolo caseiro

Foto: Istock/Getty Images

Você também irá precisar de geladeira, fogão e utensílios como batedeira e tigelas. Procure na internet por vídeos ou sites que ensinem a fazer bolos caseiros para entender quais equipamentos são indispensáveis.

Se você ainda não tem os utensílios, terá de investir algum dinheiro para comprá-los. Faça o cálculo e veja se é possível. Também selecione as receitas e calcule o valor dos ingredientes. Algumas receitas são mais em conta do que outras, pondere isso também na hora de montar o seu cardápio.

Por fim, não se esqueça da embalagem: os bolos serão entregues em embalagens de plástico? Ou em embalagens de papel reciclado? Calcule os custos e veja com quais valores quer trabalhar.

2 – Seleção das receitas

Você pode fazer bolos caseiros tradicionais, como fubá, milho, limão, maçã com canela ou o clássico cenoura com chocolate. São receitas simples, têm baixo custo e bastante procura no dia a dia. É possível encontrar as receitas na internet, além de vídeos e aulas gratuitas que ensinam técnicas de preparo.

bolo caseiro

Foto: Istock/Getty Images

Outra opção é investir em sabores mais trabalhados, com diferentes recheios e coberturas. Esses bolos são mais procurados para eventos como aniversários, despedidas e festas e custam mais caro. Bolos de Kit Kat e Leite Ninho são boas ideias.

Defina com quais tipos de bolos caseiros vai trabalhar e deixe isso claro para o cliente. Quando for distribuir panfletos ou divulgar online, já apresente todas as opções disponíveis e os preços.

Flexibilidade também chama atenção dos clientes. Uma boa ideia é permitir que montem o bolo como preferirem. Por exemplo, ofereça três opções de cobertura e cinco opções de massa. Quem decide a combinação é o consumidor.

3 – Preço

Para definir o preço, faça uma pesquisa na região. Se todas as lojas da cidade vendem bolos caseiros a uma faixa de R$15, não adianta cobrar R$25 – a não ser que você tenha um diferencial, como agilidade na entrega ou sabores fora do comum.

No valor do produto, devem estar embutidos custos como ingredientes, energia, água e sua força de trabalho. Bolos com ingredientes mais caros, como nozes ou macadâmia, devem ter valor proporcional.

Abrir um espaço físico vale a pena?

Tudo depende da sua estratégia de vendas: se você tem condições de trabalhar em casa e deseja vender apenas no seu bairro, poderá preparar as encomendas na sua residência. As vendas podem ser feitas pela internet e a divulgação pode ocorrer tanto online, quanto pela distribuição de panfletos em estabelecimentos parceiros.

Abrir um espaço físico pode ser uma boa se você optar por uma região bem localizada, como o centro da cidade ou um bairro movimentado. Invista em uma fachada que chame atenção para atrair pedestres e outras pessoas que passarem por ali. Nesse caso, não se esqueça de calcular custos como aluguel, água, energia, mobília, manutenção e funcionários.

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0
Assine nossa Newsletter
Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter
Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receerá de nós.

Assine nossa Newsletter

Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter

Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receberá de nós.