Realize > Mão na massa

O que é um “modelo de negócio”?

bonequinho em cima de moedas

Você já deve ter parado para se perguntar por onde você deve começar um negócio próprio. Afinal, são muitas as etapas e cada passo é muito importante. Não se afobe:  um bom caminho é montar o seu modelo de negócio. Trata-se de um plano, que pode ser escrito a mão ou feito no computador, que apresenta como a sua empresa vai funcionar, criar e entregar valor aos seus clientes. Isso significa mostrar como o seu negócio vai lucrar e se relacionar entre várias áreas para que funcione.

O suíço Alex Osterwalder escreveu junto a outros especialistas o livro “Business Model Generation – Inovação em Modelos de Negócios”. Ele propôs nove perguntas que devem ser respondidas em seu plano inicial:

  • O que você oferece é único no mercado?
  • Quem é o seu cliente final? (imaginar o perfil)
  • O que exatamente você faz e o qual será o seu produto?
  • Quais empresas poderão te ajudar com essa oferta?
  • Como você cobra e de que forma você recebe?
  • O que gera custo para você?
  • Qual é a sua infra-estrutura e os seus recursos?
  • Como o seu produto chega até o cliente?
  • Como a sua empresa e marca se comunicam com o seu cliente?

Feito isso, o próximo passo é detalhar ainda mais o seu projeto. E como fazer isso? Apresente o seu produto ou serviço ao seu cliente.

 

Teste o seu produto com clientes

 

Modelos de negócio podem – e devem – mudar o tempo todo. O primeiro contato com o cliente muito provavelmente vai fazer com que você tenha novas ideias e transforme o seu plano inicial.

Não tenha medo de experimentar novos caminhos – e sempre mostrá-los ao cliente. Só assim você poderá aumentar suas chances de venda e apresentar um produto ou um serviço que atenda uma procura que só você pode oferecer.

 

Modelos de negócio podem – e devem – mudar o tempo todo.

 

A fórmula que todo modelo de negócio tem que ter é a que transforma equipe, produto e administração em retorno, receita e lucro. E, para testar a eficiência do seu produto ou serviço, é preciso validar o modelo de negócios com clientes antes de apresentá-lo para futuros investidores.

 

Modelos de negócio tradicionais

 

Existem alguns modelos tradicionais de negócio:

  • O modelo de franquias em que o empreendedor paga uma taxa para usar uma marca e estrutura comercial já consolidada;
  • O modelo de recarga, como o de celulares pré-pagos, em que um equipamento serve para receber uma receita recorrente;
  • O modelo de classificados em que se usa um meio impresso ou digital para mostrar anúncios e o cliente paga de acordo com o tamanho do destaque que deseja;
  • O modelo de assinatura, usado por jornais, revistas e TV, em que você garante a receita com antecedência ao vender informação em pacotes, dando um desconto por seu consumo recorrente.

Independente de você estar seguindo esse ou não, o que não pode faltar é muita disposição, pesquisas, orçamentos, rede de contatos e testes iniciais com clientes. O mais importante nesse processo é acreditar no potencial da sua ideia e não ter medo de mudar o rumo, se perceber que o dinheiro pode estar em outra direção.

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0
Assine nossa Newsletter
Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter
Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receerá de nós.

Assine nossa Newsletter

Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter

Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receberá de nós.