Primeiros passos > Organize-se

Sonhe grande, mas não espere o cenário ideal

Quando você sonha grande para o seu negócio, o que vem à sua mente? Um salão de cabeleireiros com muitos profissionais, cadeiras e lavatórios confortáveis? Uma lavanderia com muitas máquinas e passadeiras qualificadas? Uma bicicletaria linda cheia de ferramentas e equipamentos bacanas para cuidar das magrelas do bairro?

Você pode e deve pensar grande para o futuro. A única coisa que não pode fazer é se deixar paralisar por achar que, sem dinheiro suficiente para investir nesses cenários ideais, você não tem condições para começar a empreender.

Comece com o que você tem

Especialistas e empreendedoras têm a mesma opinião quando o assunto é brilhar em seu próprio negócio: comece com os recursos, ferramentas e contatos que você tem à disposição. Só assim você será capaz de expandir suas ideias e chegar até onde o seu sonho permitir.

Um ótimo exemplo é o da dona de casa que, recém­divorciada, precisava de renda. Ela sempre teve muito jeito em costurar botões, fazer barras e ajustar cinturas de vestidos e calças. Sem dinheiro para investir em um espaço onde pudesse atender seus vizinhos, passou a oferecer seus serviços a domicílio para a família, amigos e conhecidos. Não demorou muito para que sua agenda ficasse lotada de pedidos.

Ela também teve uma grande sacada de como cobrar pelo atendimento: em vez de colocar preço peça por peça, ela fechou um valor de uma diária. Aproveitou para incluir na conta o transporte até a casa da pessoa, os materiais necessários para os consertos, o valor da mão de obra e o lucro possível. O sucesso foi tanto que, em pouco tempo, ela não só abriu o seu próprio espaço, como também contratou outras costureiras para atenderem no local e na casa do cliente (agora, com uma taxa extra).

Além disso, ela fez uma série de cursos de especialização para oferecer a seus clientes outros tipos de serviço, como confeccionar vestidos para festa exclusivos.

Ouça o seu público ­alvo

Um outro bom exemplo é o da mulher que, cansada da rotina, decidiu colocar à prova todo o seu talento para fazer docinhos e trabalhar no fogão de sua cozinha. Amigos e familiares sempre elogiaram o sabor de seus brigadeiros e beijinhos, e ela decidiu, então, começar a vendê­los em pequenas e médias quantidades.

Leia também: Você conhece (mesmo) o seu cliente?

Não demorou muito para a fama (e o ótimo custo­benefício) correr de boca em boca no seu bairro. Ela contratou duas assistentes para ajudá­la e montou uma cozinha especial nos fundos de sua casa. As vendas não param de subir e agora ela oferece o seu serviço para festas de aniversário e casamento.

O mais importante de todo esse processo é parar para pensar e colocar em um papel:

  1. O que eu sei fazer?
  2. Esse serviço é útil para as pessoas, de um modo geral?
  3. Quais são os recursos e as ferramentas que eu já possuo?
  4. Quem faz parte da minha rede de contatos, ou seja, quem são as pessoas que podem se tornar clientes em potencial?

Pronto! Tendo respondido a todas essas questões de forma positiva, você já pode começar a sonhar. E sonhos, como você sabe, podem ter o tamanho que você quiser!

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0
Assine nossa Newsletter
Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter
Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receerá de nós.

Assine nossa Newsletter

Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter

Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receberá de nós.