Primeiros passos > Organize-se

Os erros mais comuns que um empreendedor iniciante comete

borracha de lápis apagando folha

Ao apostar em um negócio próprio, um empreendedor iniciante pode cometer alguns erros na tentativa de acertar, principalmente se não tem experiência no novo ramo. Ter disposição, vontade de aprender e paciência para ver o negócio andar são essenciais, mas não bastam.

Obstáculos e falhas no meio do caminho acontecem com frequência e sabe administrar melhor quem já tem experiência ou se cerca de pessoas que tenham. O site da Pequenas Empresas, Grandes Negócios fez uma lista com os erros mais comuns que o empreendedor iniciante comete. Confira-os abaixo!

Cinco erros comuns de um empreendedor iniciante

Falta de planejamento

É bom ter empolgação, mas não troque os pés pelas mãos. A chave para o sucesso pode estar em um bom planejamento. Antes de abrir o seu negócio, fique atento para todas as etapas burocráticas necessárias, como ter um CNPJ, uma conta jurídica e dar atenção ao capital de giro. As bases do negócio precisam estar muito bem estruturadas. Se for o caso, estabeleça uma relação com um bom mentor, que possa ajudar você nesse começo. 

Leia mais:
Quanto você precisa para abrir um negócio?
Aprenda a fazer um orçamento

Não cumprir com os prazos

Os prazos, também conhecidos pelo termo em inglês “deadline”, devem ser cumpridos para que o seu negócio vá para frente. Se isso não acontecer, dificilmente a sua empresa vai dar certo. A parte operacional precisa estar sob controle. Nesse momento, é essencial ser organizado para que nada atrapalhe a produção, a entrega e os pagamentos, principalmente quando se trabalha com encomendas e datas marcadas.

Se alguma coisa der errado no meio do caminho, faça questão de ligar para o seu cliente, explicar a situação e pedir desculpas antecipadamente. Isso fará toda a diferença no atendimento e pode fazer ele repensar quando precisar utilizar seus serviços novamente.

Não ter comprometimento

Comprometimento é uma obrigação social. Não cumprir com ele é um risco grande para o negócio. Prometer e não cumprir é pedir para ter muitas dores de cabeça, que podem até terminar na Justiça. Se não tem tempo suficiente para se comprometer com o seu negócio, não entre nessa. Não ter comprometimento pode arruinar a imagem da sua empresa que mal nasceu.

Querer dar o passo maior do que a perna

O velho ditado serve para indicar que, no mundo do empreendedorismo, todo dia tem algo a aprender. É muito fácil cair numa cilada e achar que consegue lidar com uma demanda grande, por exemplo. Avaliar bem as condições de entrega para não prejudicar nem os clientes, nem você mesmo, é o melhor que se pode fazer.

Querer vender a qualquer custo

Um dos erros mais comuns é tentar “enfiar goela abaixo” o seu produto ou serviço para um ou mais possíveis clientes. Isso, na verdade, só vai fazer com que todos se afastem do seu negócio. Não se desespere em tempos de crise e faça bom uso da criatividade. Opte pela qualidade e não pela quantidade. É a melhor saída, sempre!

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0