Primeiros passos > Descubra sua força

10 personagens femininas de séries que inspiram e representam

Annalise Keating

Por que você precisa ler este texto?

A empreendedora não vive apenas de trabalho, mas também de lazer e de momentos de inspiração. As séries têm feito um bom trabalho ao criar personagens que são modelos de coragem e determinação.

Cada vez mais populares, as séries de TV e da Netflix investem em personagens femininas fortes. Nunca se falou tanto sobre o poder da mulher e sobre seus direitos na política, sociedade, mercado de trabalho e dentro de casa também.

Criar personagens femininas fortes e empoderadas é uma questão de representatividade. Elas servem como fonte de inspiração para mulheres que desejam conquistar muito ainda na vida, seja na carreira ou mesmo na vida pessoal.

Várias das séries a seguir podem ser encontradas na Netflix, na TV à cabo e algumas até na TV aberta. Aproveite os momentos de lazer em casa para encontrar novas referências para a empreendedora e a mulher que você deseja ser.

10 personagens femininas de série que inspiram

Annalise Keating – “How to Get Away with Murder”

Annalise Keating

Foto: Divulgação

Viola Davis, vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante por “Um limite entre nós”, interpreta a advogada que conquistou fama e poder ao defender assassinos. Annalise Keating é uma mulher negra criada nos Estados Unidos que passou por uma série de dificuldades quando criança, como um abuso sexual cometido por um parente.

Annalise conseguiu ser aceita na Universidade de Harvard para estudar direito e vem superando barreiras desde então. Além de atuar como advogada de defesa, é professora de direito criminal em uma prestigiada universidade. Apesar de cometer uma série de infrações para manter sua posição — ninguém é perfeita, nem na ficção –, a personagem é um exemplo de resiliência e da importância da determinação, pois Annalise sempre levanta, mesmo após levar uma série de rasteiras do destino.

Jessica Jones – “Jessica Jones”

Jessica Jones

Foto: Divulgação

Jessica Jones, interpretada por Krysten Ritter, é uma super-heroína que abre sua própria agência de detetives. A série aborda um tema complicado: o impacto dos relacionamentos abusivos. Para tocar sua vida e seu negócio, a personagem precisou superar seu envolvimento com Kilgrave, o ex-namorado que controlava absolutamente tudo que ela fazia e a manipulava de todas as formas.

Jessica Jones passa longe do estereótipo de mocinha de novela. Tem personalidade marcante e um humor sarcástico. Apesar de ser uma série sobre super-heróis, os temas tratados são bem relevantes na atualidade e altamente humanizados.

Stella Gibson – “The Fall”

A personagem Stella Gibson, interpretada por Gillian Anderson, famosa por Arquivo-X, é uma investigadora policial trazida para auxiliar a Polícia Metropolitana de Londres, quando um assassinato em Belfast torna-se arquivo morto. O caso é sobre um assassino que gosta de atacar jovens mulheres profissionais da cidade.

Com apenas duas temporadas — disponível na Netflix — a série tem personagens coadjuvantes igualmente inspiradoras.  Uma vítima de violência, uma personagem que é lésbica, a esposa do culpado, uma adolescente rebelde apaixonada. Todas as representações são diferentes da estereótipo feminino e bem desenvolvidas. Isso sem falar nas falas certeiras e didáticas da personagem principal, que são de anotar em um caderninho.

Peggy Olson – “Mad Men”

Foto: Divulgação

Peggy Olson (Elisabeth Moss) é contratada para trabalhar como secretária em uma agência de publicidade. No início, as outras funcionárias comentam que o principal objetivo da jovem é encontrar um marido. Mas Peggy traça um caminho diferente: após dar boas ideias para uma campanha, começa a subir de cargo até se tornar redatora-chefe.

A série se passa na década de 1960, quando os homens ainda dominavam todas as vagas em agências publicitárias. Peggy ensina muito sobre o valor da competência e da persistência e contrasta com outras personagens da série, cujo objetivo principal é sim arrumar um bom partido.

Alicia Florrick – “The Good Wife”

Alicia Florrick

Foto: Divulgação

Alicia Florrick (Julianna Margulies) é uma esposa e mãe que assume responsabilidade total pela sua família após um escândalo de sexo e corrupção que levou seu marido para a cadeia. Após anos fora do mercado de trabalho, Alicia volta a trabalhar como advogada e precisa enfrentar o desafio de provar que é uma profissional forte e competente – mesmo após ser humilhada publicamente pelo escândalo do marido que ocupava um cargo importante na cidade de Chicago.

A série fala das dificuldades das mulheres de se dividir entre casa e trabalho, nos papéis de mulher, mãe e esposa e até dos desafios de começar um novo negócio. Além de Alicia, o seriado traz outras personagens femininas fortes como Diane Lockhart, dona da empresa em que a Alicia vai trabalhar inicialmente, e Kalinda Sharma, investigadora do escritório. Maturidade da mulher e sororidade são outros temas que aparecem como pano de fundo.

Sophia Burset – “Orange is the New Black”

Sophia Burset

Foto: Divulgação

Assim como a atriz Laverne Cox, a personagem é uma mulher transexual. Sophia está presa na penitenciária feminina e sofre preconceito das próprias companheiras de cela. Ela é dona de um salão de beleza dentro da cadeia e é muito amigável e determinada, sempre defendendo o que acredita e dando valor ao seu trabalho, mesmo dentro da prisão.

Lorelai Gilmore – “Gilmore Girls”

“Gilmore Girls”ficou no ar entre 2000 e 2007, mas recentemente ganhou um episódio especial da Netflix. Lorelai é uma jovem mãe que cria sozinha a filha Rory, uma garota estudiosa e focada em seus objetivos. Ambas são mulheres independentes, cheias de sonhos e inspiradoras. Mãe solteira e empresária, Loreai é uma mulher que faz de tudo para mostrar que somos capazes de qualquer coisa.

Claire Underwood – “House of Cards”

Claire Underwood

Foto: Divulgação

Claire é esposa do político sem escrúpulos Frank Underwood. A personagem é um exemplo de liderança e empoderamento feminino, mostrando que a mulher tem poder de escolha para decidir o que quer para sua vida pessoal e profissional – inclusive na política.

Claire também mostra que a mulher tem direito sobre seu próprio corpo e pode escolher não ter filhos. Além disso, a atriz que a interpreta, Robin Wright, se posiciona a favor do empoderamento feminino e da igualdade salarial. A atriz, que tem a mesma importância de Kevin Spacey na trama (ator que interpreta o marido), ameaçou levar a público que não recebia o mesmo salário que ele se o pagamento não fosse igualado.

Daenarys Targaryen – “Game of Thrones”

Daenerys Targaryen

Foto: Divulgação

Apesar de ser uma série fantasiosa, Game of Thrones tem muito a nos ensinar sobre empoderamento feminino, com inúmeras personagens fortes que fazem a diferença na história. Mas Daenarys Targaryen (Emilia Clarke) é o principal exemplo. Ela é praticamente vendida pelo irmão para Khal Drogo, o líder de uma das comunidades do mundo fictício onde se passa a história. No início, ela sofre muito, mas com astúcia e coragem, faz com que o marido se curve aos seus pés.

Após a morte de Drogo, decide conquistar o trono de Westeros, pois acredita que é seu por direito. Daenarys toma uma série de cidades, liberta escravos e mostra que as mulheres têm a capacidade de serem boas gestoras respeitadas pelo povo.

Edith Crawley – “Downton Abbey”

Edith Crawley

Foto: Divulgação

Edith Crowley (Laura Carmichael) é filha de membros da aristocracia inglesa e vive em uma propriedade imensa, rodeada por criados, nas primeiras décadas do século 20. Os acontecimentos históricos que marcam a série, como o naufrágio do Titanic e a Primeira Guerra Mundial, mostram como a sociedade foi mudando com o passar dos anos, e também as mulheres.

Assim como outras personagens femininas da série, Edith deixa de ser apenas uma futura esposa para se tornar uma profissional independente e dona da própria vida. No início da série, ela é uma jovem invejosa, cuja única ambição é colocar uma aliança de casamento no dedo. No final, após passar por uma série de decepções e dificuldades, torna-se uma empreendedora de sucesso.

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0
Assine nossa Newsletter
Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter
Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receerá de nós.

Assine nossa Newsletter

Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter

Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receberá de nós.