Primeiros passos > Derrube mitos

Os riscos de se trabalhar com amigos

trabalhar com amigos

Se você está pensando em empreender, certamente já pensou em trabalhar com amigos. Afinal, esse seria o melhor dos mundos: passar a maior parte do tempo ao lado daquelas pessoas que mais gostamos e com quem sempre nos divertimos. Mas sempre há riscos e você não vai querer acabar com uma grande amizade por causa de um negócio, certo? Daniel Epstein, fundador do site para empreendedores “Unreasonable”, fez uma lista dos prós e contras de se trabalhar com amigos.

Ele já teve essa experiência e contou um pouco sobre o que passou com seus parceiros mais próximos, os erros e os acertos. Leia a seguir, inspire-se e cuide dessas relações, pois elas valem muito e podem ajudar o seu negócio a brilhar.

Trabalhar com amigos exige:

Muita comunicação

Mal-entendidos não existem: o que existe é falta de comunicação. Por isso, procure sempre estabelecer um canal aberto com seus amigos e agora parceiros de trabalho. Honestidade, sinceridade, autenticidade e comunicação frequente nunca são demais. Divergências sempre podem acontecer, mas a melhor saída para resolver é sempre uma conversa franca. Muitas vezes, você não quer se confrontar com seu parceiro e amigo e acaba “deixando passar”. Mas a longo prazo, isso pode ser muito prejudicial não só para a amizade, como para a relação profissional.

Procure sempre se reunir ou, pelo menos, ligar para seus amigos/sócios. É importante falar sobre pontos importantes do negócio, mas também para agradecer por algo, falar sobre preocupações, sinalizar objetivos e mostrar que você está ao lado deles. Isso evita que pontos de tensão cresçam e se tornem frequentes.

Combinados

Contratos entre amigos que se tornam sócios acabam sendo generosos e, quando um ou outro, decidem sair do negócio, a amizade acaba. Isso porque muitos escolhem dividir os lucros meio a meio, mesmo que um deles saia antes de completar um ano de empresa. Daniel sugere estabelecer uma porcentagem máxima para se dividir entre os amigos/sócios por, no mínimo, quatro anos trabalhando na mesma empresa. Isso significa que, se você ou ele resolver sair antes dos quatro anos, vão levar um tanto inferior à metade, relativo ao tempo que se dedicou para o negócio. Assim, se os planos mudarem no meio do caminho, todos saem ganhando de forma justa.

O mesmo objetivo

Tenha certeza de que aquilo que motiva você e seus amigos-parceiros é a mesma coisa. Se as motivações para levar o negócio para frente forem diferentes, muito dificilmente a parceria dará certo. Converse muito com o seu(s) amigo(s) antes de entrarem de cabeça em um novo negócio juntos. Se você não sentir sintonia, não trabalhem juntos. Continuem apenas como bons amigos.

Distância

Para o negócio durar, evite passar muito tempo ao lado de seus amigos/sócios. No começo, pode até ser divertido, mas a longo prazo pode prejudicar o relacionamento de vocês. Todos precisam de espaço e de outras relações, sejam elas familiares, amorosas e até mesmo de outras amizades. Isso fará bem para a parceria de vocês e para o trabalho também.

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0
Assine nossa Newsletter
Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter
Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receerá de nós.

Assine nossa Newsletter

Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter

Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receberá de nós.