Primeiros passos > Derrube mitos

Fazer curso técnico ou faculdade: o que vale a pena para o empreendedor

fazer curso técnico

Por que você precisa ler este texto?

Estudar é fundamental mesmo para quem deseja empreender. Aprimorar conhecimentos e adquirir novas habilidades pode ensinar o empreendedor a aprender a investir, gerenciar melhor seu negócio e a divulgá-lo.

Após o ensino médio, muita gente fica em dúvida entre fazer curso técnico ou entrar para uma faculdade. Cursos profissionalizantes são boas opções para quem precisar arrumar emprego rápido e quer obter uma formação em menos tempo.

Fazer curso técnico também pode ser uma boa para quem ainda está em dúvida sobre qual carreira seguir. Pode ser difícil escolher uma profissão para seguir pelo resto da vida logo após o terceiro colegial. O profissionalizante dá a possibilidade de entrar para o mercado de trabalho e juntar um dinheiro antes de escolher uma graduação. Ele também oferece uma série de habilidades práticas que vêm a calhar para quem quer empreender, como administração de empresas, gestão financeira e marketing digital.

Além disso, a faculdade dura pelo menos quatro anos na maioria das instituições. Dependendo do curso, pode durar cinco ou seis anos. Já o curso técnico pode ser cursado durante o ensino médio ou depois, com duração de até dois anos.

Segundo o site do Ministério da Educação (MEC), há 12 grandes áreas profissionais no Brasil e mais de 180 cursos técnicos em instituições públicas e privadas. Basta clicar aqui para ter acesso ao documento “Catálogo Nacional de Cursos Técnicos”, com as descrições de todos os cursos.

O que é um  curso técnico

O curso técnico é uma categoria especial do Sistema de Ensino Brasileiro. Ou seja, não é como fazer faculdade. A graduação dá uma visão mais ampla de conhecimento e ajuda a formar não apenas profissionais, mas também pesquisadores, cientistas ou acadêmicos.

Já o curso técnico é de nível médio e pretende formar pessoas para o mercado de trabalho. Por meio de conhecimentos teóricos e práticos, prepara o aluno para diversas atividades do setor produtivo. No geral, são muito mais focados na parte prática.

É possível fazer curso técnico durante o ensino médio. Dessa forma, o aluno já se forma no ensino médio com habilidades práticas e técnicas para arrumar emprego. Há três formas de cursá-lo:

Integrado: o aluno faz as disciplinas gerais do ensino médio com as do técnico na mesma escola e na mesma época.

Concomitante: o aluno faz o curso técnico e o ensino médio na mesma época, mas em escolas diferentes. Além disso, faz o técnico em um turno e o médio em outro. Só é possível fazer isso em escolas estaduais ou particulares.

Subsequente: o aluno faz o curso técnico quando já está formado no ensino médio, cursando apenas matérias técnicas. Esse complemento dura até dois anos.

Curso técnico X faculdade: fique atento ao investimento

Além de ser mais curto e preparar para o mercado de trabalho de forma prática, o curso técnico exige menos investimento financeiro. Fazer faculdade é o sonho de muita gente, mas pode não ser a melhor opção quando a grana está curta.

fazer curso técnico

Foto: Istock/Getty Images

Há a possibilidade de entrar em universidades públicas, mas muitas costumam ser bastante concorridas. Se o seu objetivo for ingressar em uma dessas instituições, vale a pena pesquisar qual nota você precisaria ter no vestibular ou no ENEM. Será necessário fazer um planejamento de estudos e se dedicar bastante.

Faculdades particulares são mais caras do que cursos técnicos e, como a duração dos cursos costuma ser de pelo menos quatro anos, pense que você terá que investir por um longo período de tempo.

Além disso, muitos cursos de graduação exigem que o aluno faça estágio, que pode ser não remunerado ou pagar pouco. Portanto, planeje-se para isso também.

No futuro,  por outro lado, a faculdade poderá trazer maior retorno financeiro, já que o mercado de trabalho brasileiro tende a valorizar quem tem diploma de ensino superior. Uma boa opção é fazer um curso técnico, ingressar no mercado de trabalho e cursar uma graduação depois, quando você estiver mais maduro e em melhores condições financeiras.

Empreendedor: onde fazer curso técnico

Diversas instituições oferecem cursos técnicos a preços acessíveis ou gratuitos. As principais são as do Sistema S (Senai, Senac e Senat), presentes em grande parte das cidades brasileiras.

No caso do estado de São Paulo, as principais instituições públicas e estaduais são as ETECs, o Colégio Técnico de Campinas (COTUCA) e o Colégio Técnico Industrial, da UNESP de Bauru.

Também é possível fazer curso técnico em instituições federais. Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifs), por exemplo, estão presentes em todo o Brasil. Outra opção são as escolas técnicas vinculadas às universidades federais. Clique aqui para mais informações.

Para o empreendedor, pode ser interessante procurar por cursos técnicos relacionados ao seu nicho de atuação ou à aquisição de habilidades que poderão ser aplicadas no gerenciamento do negócio.

Você é empreendedor e já fez algum curso técnico? Conte para a gente.

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0
Assine nossa Newsletter
Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter
Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receerá de nós.

Assine nossa Newsletter

Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter

Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receberá de nós.