Primeiros passos > Derrube mitos

Rafa Cappai ensina: seja um canivete suíço

canivete suíço preto

Rafaela Cappai nunca se contentou em ser uma coisa só, pois sempre acreditou que podia fazer muito mais. É bailarina, atriz, comunicadora, empreendedora e hoje está à frente da Espaçonave, uma empresa que tem por objetivo apoiar e inspirar mais e mais pessoas a viverem com propósito, isto é, ganhando dinheiro com aquilo que mais as fazem felizes.

Há alguns meses, Rafa deu uma palestra no TEDx de Blumenau, em Santa Catarina, intitulada “canivete suíço”, onde falou justamente sobre isso: todos somos capazes de sermos e fazermos muito mais do que imaginamos.

O canivete suíço é aquela ferramenta muito comum entre pessoas aventureiras, que viajam com o essencial na mala. Ela reúne uma série de mini chaves de fenda, alicate, tesoura, pinça, entre outras, para serem usadas em alguma emergência. Ele traduz, de forma resumida, o conceito de Rafaela Cappai: um único acessório capaz de desempenhar diversas funções, assim como nós, seres humanos. Você já parou para pensar nisso?

Leia mais:
Por que todos os empreendedores estão falando em propósito?
Aprenda com os erros

No site de Rafa Cappai, ela diz assim: “Eu quero viver em um mundo onde a criatividade seja valorizada. Onde artistas e criativos consigam viver fazendo o que amam. Num mundo onde ninguém tenha que abandonar o que ama fazer porque não dá dinheiro”.

Ela, que já sofreu muito com isso, criou palestras, cursos e programas para ajudarem outras pessoas a desenvolverem seus talentos. Ou seja, Rafa experimenta, há algum tempo, ser um canivete suíço. Antes mesmo de ser empreendedora, ela já se intitulava assim. “Aparenta, enquanto tenta” é o mantra que costuma carregar consigo e que, pelo visto, funciona mesmo!.

Como ganhar dinheiro sendo um canivete suíço

No começo, Rafa Cappai sentiu muitas dificuldades para conseguir exercer todos seus potenciais. Afinal, espera-se que as pessoas tenham uma única função, profissão, cargo, se não por um período, durante a vida toda. “Se eu me sinto como um canivete suíço, por que eu tenho que me comportar como uma tesoura sem ponta que só corta papel?”, questiona no vídeo do TEDx, que você pode assistir abaixo. Isso pode causar um sofrimento grande, ainda mais se você sente que tem interesses diversos e dezenas de habilidades que podem ser aplicados em vários trabalhos.

Nesse mundo dos “canivetes suíços” é preciso ter foco para conseguir colocar em prática todas as novas ideias e conseguir empreender, alerta Rafa. Sem foco não há construção. O foco, nesse caso, é encontrar o seu propósito, “organizando tudo isso que você é, entregando valor para o mundo e vivendo disso tudo”, nas palavras da própria Rafa.

A empreendedora defende que a multipotencialidade faz parte de todos os seres humanos, assim como a criatividade e a curiosidade. Portanto, pare e pense em tudo o que mais gosta de fazer. Liste tudo em um papel, para facilitar a observação sobre todas as coisas juntas.

Agora, coloque a cabeça para pensar: de que forma tudo isso poderia se agrupar? Daria para usar duas, três ou quatro interesses seus e transformá-los em trabalho? O que falta para você agregar valor? Pode ser um curso complementar, uma faculdade ou até mesmo o aprendizado de saberes que só a sua mãe ou sua avó possui.

Isso posto, é hora de experimentar e colocar a mão na massa “para fazer enquanto aprende e gerar clareza do próximo passo”, defende Rafa. Seguindo os passos da empreendedora, construa o seu negócio em cima daquilo que você é, daquilo que você tem e daquilo que você acredita.

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0