Inspire-se > Negócios brilhantes

Como se tornar doula e dar assistência para futuras mães

Doulas

Nem todo mundo sabe o que é ser uma doula, uma profissional que existe para trazer segurança e conforto às mulheres em um momento comum a todos nós: o nascimento. Durante gestação e parto, a doula dá apoio físico e emocional para a futura mãe, para que ela esteja melhor preparada para trazer a criança ao mundo.

A profissão é nova no Brasil, ainda que existam muitos partos feitos em casa por aqui. Nos últimos anos, a questão do parto humanizado, normal ou natural (sem anestesia) tem ganhado espaço, já que o país apresenta números altos de cesáreas. A humanização é um processo focado no bem estar da mulher e do bebê, e é a mãe quem escolhe como vai fazer o parto. Ela pode optar por ter o filho em casa, dentro de uma banheira, de cócoras ou da forma que preferir.

O que é ser doula

Janie Paula, doula desde 2013, explica que não há um guia ou manual para seguir. “Parir é uma viagem totalmente individual”, afirma. “Quero que o parto seja o mais libertador possível. Antes, fazemos alguns encontros que duram entre 1h e 1h30, onde vamos conversando sobre leitura, massagem, alongamento e tudo que já vi na vida e acho que pode ajudar”, completa.

A doula sugere exercícios físicos, dietas e livros que podem ser benéficos para o momento do nascimento da criança. Também explica termos médicos, faz massagens para aliviar tensões e ajuda a montar o plano de parto, treinando posturas.

doulas

Foto: Gabi Trevisan

Janie conta que acompanha o parto e deixa a gestante horas depois que o bebê nasce. Às vezes, encontra a nova mãe depois do nascimento. “Tem mulheres que precisam só de um pouco de escuta, outras precisam de carinho. É uma mudança muito grande ter o dia a dia sem um bebê e, de um dia para outro, ter um bebê no dia a dia. Muda muito mais para a mulher do que para o homem”, diz.

Quem pode ser doula

Qualquer mulher com mais de 18 anos pode se tornar doula – inclusive as que não são profissionais de saúde. Janie, por exemplo, trabalhava com publicidade e cinema até decidir mudar de profissão e trabalhar por conta própria, participando das histórias de mulheres que desejam ter seus filhos como bem entendem.

É importante ressaltar que a doula não é médica e não pode fazer exame de toque, avaliar sinais vitais ou sugerir medicamentos. Ela dá suporte fisiológico, mas não médico. Quando a grávida tem taquicardia, por exemplo, a profissional sabe que é um problema de pressão – não por que fez um curso para isso, e sim por que já viu acontecer outras vezes.

A doula dá suporte psicológico e cria um vínculo afetivo com a gestante. No parto, a futura mãe vai passar por um momento totalmente desconhecido. A profissional ajuda a tomar banho, trocar de roupa, faz um chá e cuida de suas necessidades. “É muito lindo de ver. Mesmo sem nenhum contato antes, quando você cuida da mulher com dedicação, você cria um vínculo”, conta Janie.

Como se tornar doula

Se você deseja se tornar doula, é preciso fazer um curso preparatório. Normalmente, as aulas são ministradas por outras doulas, psicólogas, educadoras, consultoras em amamentação e enfermeiras obstétricas. Existem cursos ministrados pela Associação Nacional de Doulas, Grupo de Apoio a Maternidade Ativa e em outros lugares.

No Brasil, ainda é difícil viver apenas como doula. Há pessoas que prestam o serviço de forma voluntária e outras que cobram. No entanto, a profissão está ganhando espaço e poderá ser regulamentada em breve. Uma boa opção é combinar o trabalho de doula com seu emprego ou negócio atual, até ser possível ganhar o suficiente para viver só disso.

Em São Paulo, o ex-prefeito Fernando Haddad (PT) sancionou em dezembro de 2016 um projeto que libera a presença de doulas em maternidades e estabelecimentos de saúde da rede municipal e em hospitais privados contratados pela Prefeitura.

A nova lei proíbe que tais estabelecimentos obriguem a gestante a escolher entre a doula e seu acompanhante na hora do parto e prevê  até a oferta de um curso de capacitação pela Prefeitura.

  • Essa matéria foi útil?
  • 0 0
Assine nossa Newsletter
Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter
Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receerá de nós.

Assine nossa Newsletter

Deixe seu e-mail abaixo e fique por dentro de todas as novidades do Meu Negócio Brilhante assinando nossa newsletter

Ao enviar o seus dados, você concorda em receber e-mail de "Meu Negócio Brilhante". Você pode cancelar sua inscrição a qualquer momento clicando no link 'Cancelar inscrição' nos e-mails que receberá de nós.